Sem sentido

Eu caminho sozinho,

neste mundo sem sentido.

Condicionado por um sentimento.

De uma vida sem carinho.

Eu corro para a luz,

Eu procuro o calor de outro ser.

Desejando outra vida,

sem um sentimento de perder.

Eu viajo, eu encontro.

Um sentido, uma nova vida,

Um desejo, uma alegria,

de conquista e partilha.

Já sei quem sou,

já sei para onde devo ir.

Quero partilhar a minha vida.

Este é o meu ponto de partida.

Saí de dentro desta gaiola.

Nunca mais quero la voltar.

Os sonhos são o meu lar,

A realidade o meu lugar.

Sou livre que nem um pássaro.

Abro as assas e voo sem destino.

Sentindo o sol no meu rosto,

e o vento contando-me o caminho.

Eu sou eu, não tu

Eu sonho eu acredito

No mundo onde tenha lugar.

Viver a cada dia, com um brilho no olhar.

Aquilo que eu acredito, nem sempre será verdade,

Mas sei que aquilo que sinto, me move, me trona real.

 

O mundo pode girar,

Mas eu nele tenho lugar.

Para viver a cada dia, com um brilho no olhar.

Não me digas o que eu sinto, não me tentes mudar.

Eu não quero ser um ser falso,

Uma cópia em outro lugar.

 

Eu não quero ser falso, eu desejo ser alguém.

Realizar todos os sonhos, vivendo mais além.

Eu não sou um boneco.

Sim eu tenho sentimentos.

Acredito na alegria, na sua força, na sua paz.

 

Eu quero viver feliz.

Com a minha própria força.

Acreditar no meu ser.

Naquilo que sou capaz.

Sou um ser individual,

Mas sozinho não posso estar.

Partilha comigo a tua luz.

E eu mostro-te um novo lar.

 

Ref:

Eu sou eu, não tu

Eu sou eu, não tu.

Desistir não é opção

Eu quero desistir, de um mundo de dor,
De um mundo de pesar ou rancor.
Eu quero ter e alcançar, aquilo que eu desejo.
Aquilo que é meu por direito.
Não quero mais lutar, nem ter que escalar,
A mais alta das montanhas.
Qual a razão para todo este pesar.
Para a dor do meu coração.

Desistir é um ato de covardia,
Que os mais fracos alcançam num só dia.
Eu não quero ser fraca, mas quero encontrar o motivo para lutar.
Se eu vou alcançar, eu quero chegar à felicidade profunda.
Minha meta é um sonho a realizar.
E se no fim, eu te alcançar.

A felicidade total, só pode ser alcançada no fim.
Pois no topo do precipício, eu sei que este não é o meu final.
Ver o sol que nasce e repousa a cada dia.
Ver o mar, que dança ao som da melodia.
Cantada pela lua, infinita.
Que ilumina a escuridão mais profunda.

Desistir dizem que não é opção,
Pois no fim sempre existe uma solução.
Eu encontrei o meu motivo para sonhar.
Eu descobrir que o sol pode sempre brilhar.
No meu ser, já não existe, duvidas nem pesar.
Pois descobri, que desistir, eu não posso achar.

Eu sei

Fui presa ao passado,

Ao meu sentido de lealdade,

Só por tu, me teres dado uma oportunidade.

Esqueci tudo, já não sei quem sou.

Marioneta dos teus desejos.

A minha vontade se apagou.

A minha força servia para te fazer vencer.

Eu era uma saco vazio, que servia para te obedecer.

 

Foi preciso me darem um abanão,

levar com um balde de água fria.

Tu não eras mais do que um emprego.

Que me roubava grande parte do dia.

Eu perdi todo o meu mundo,

A minha essência havia chegado ao fim.

Mas no fim de limpar tudo,

Sempre havia um tesouro esperando.

 

Lutei para recuperar o que tinha,

sabendo que já possuía, tudo o que era verdadeiro.

Amigos, família e carinho.

Nada mais importava, no mundo inteiro.

Tenho tudo o que importa,

assim não preciso mais de ti.

Não sou mais a tua marioneta,

cortei os fios, pela razão.

Agora eu sei quem eu sou, com todo o coração.

 

Eu adormeci, mas por fim eu acordei.

Despertei de um mundo, onde o trabalho era lei.

Agora sou mais eu, não me volto a domar.

Agora que encontrei o meu caminho, só me falta ancorar.

Esperança

No fim de um longo caminho sem fim,

uma porta se abre, para um mundo diferente.

Num toque de magia tudo mudou,

e o que antes era mau, com um novo significado ficou.

Tão doce como chocolate sem fim,

tão amargo como o cacau eu sei.

Que o amor que existe no ar,

sempre irá chegar, para ficar.

Vem para mim e da-me um sorriso.

Que brilhe mais, que o sol ao amanhecer.

Eu sei que no fim, a noite sempre chegará.

E que a sua escuridão me envolverá.

Mas no alto do céu eu sempre irei ver,

um mar de estrelas, que aquecem o meu ser.

Vem comigo e vou te mostrar,

que o amanhã, sempre ira chegar.

A lua que no alto eu possa avistar,

em breve se ofuscará.

Com o brilho do sol, que aquece o meu lar.

Eu sempre irei amar.

Dorme bem e vem sonhar,

com um céu de encantar,

seu brilho eu sei que vais encontrar,

e sempre, sempre o amar.

Escola

Na escola nos aprendemos,

a ler, escrever e a contar.

É uma forma de saber,

o que o mundo nos quer ensinar.

Não sabemos o que queremos,

não sabemos o que vamos encontrar.

Só sabemos que nos fará falta,

o que muito nos tem a ensinar.

Será que passamos?

Será que reprovamos?

É o que o mundo nos quer explicar.

Professora

Minha querida professora,

Minha amiga e mentora.

Ensinas-te-me a cada dia,

Com muito carinho e alegria.

Muitos foram os momentos que vivemos,

e muitas as coisas que aprendemos.

Mesmo com a nossa rebeldia,

tu aturas-te-nos a cada dia.

Uma nova aventura vai começar,

e uma nova turma vais encontrar.

Mas eu quero dizer-te baixinho.

Eu sempre me recordarei com carinho.

Cada dia que passamos juntos,

cada ensinamento, cada lição.

São tesouros guardados,

bem junto do meu coração.

Eu não quero me despedir,

Isso me deixa com saudades.

Gostava de te voltar a ver um dia.

E te encontrar novamente, como no passado.

Alma de escritor

Escrever é uma arte, que poucos se podem empregar.

Ler é um dom, empregado em um olhar.

Sonhar com um novo mundo, é aquilo que eu te quero dar.

Uma visão de outro planeta, uma realidade que só tu podes escutar.

Cada personagem, só contigo pode sonhar.

Viver a cada dia, a cada página que olhar.

Aquece-me o coração saber, que contigo posso contar.

Para escutar as minhas alegrias e as dores, o meu pesar.

 

Ler como sonha, acredita com amor, apaixona-te pela vida e pelo que tem de melhor.